Morre Willy Gonser, que era muito conhecido por narrar jogos do Atlético-MG, tinha 60 anos de carreira e cobriu diversas Copas do Mundo

Posted on

Belo Horizonte, MG, 22/08 – Um dos narradores esportivos mais completos do Brasil, Willy Gonser morreu na manhã dessa terça-feira em Belo Horizonte. Vítima de problemas pulmonares, o jornalista de 80 anos estava internado a alguns dias no hospital da Unimed, mas não resistiu e faleceu. Muito conhecido por narrar jogos em sua maioria do Atlético-MG, Willy tinha 60 anos de carreira e cobriu diversas Copas do Mundo.

Willy Gonser iria completar 81 anos no próximo dia 13 de outubro e começou sua carreira no rádio esportivo no Paraná no início dos anos 1950. Após destacar-se em emissoras do interior paranaense e de Santa Catarina, Willy Gonser foi trabalhar na Rádio Gaúcha de Porto Alegre, uma das principais emissoras do Brasil, onde narrou duas Copas do Mundo.

Após um período no Rio de Janeiro, no começo dos anos 1970 chegou em São Paulo para ser o principal narrador esportivo da Rádio Jovem Pan. Depois foi para o Rio de Janeiro transmitir a Copa do Mundo de 1978 pela Rádio Nacional.

Mas seu trabalho mais marcante foi mesmo em Minas Gerais, onde chegou em 1979 e trabalhou até recentemente, sendo o locutor titular da Rádio Itatiaia, onde ficou mais de 30 anos, acompanhando principalmente os jogos do Atlético Mineiro. Nessa rádio, ele fez sucesso, onde emocionou muitos torcedores, especificamente os do Atlético Mineiro, onde criou o bordão “É gol! É do Galo!”. Após sair da Itatiaia, Willy foi para a litorânea Alcobaça, no Sul da Bahia.

Além disso, ele teve uma breve passagem pela Rádio Bandeirantes de São Paulo – onde narrou apenas um jogo. Seu último trabalho foi na Rádio Inconfidência, onde foi comentarista.

ONZE MUNDIAIS
Willy Gonser era o narrador brasileiro em atividade, que mais Copas do Mundo transmitiu. Cobriu os Mundiais de 1962/70/74 pela Rádio Gaúcha. Em 1978 na Copa da Argentina pela Rádio Nacional do Rio. Nas Copas de 82/86/90/94/98/2002 e 2006 foi narrador da Rádio Itatiaia. Na rádio mineira acabou se transformado na referência da narração esportiva dos jogos do Clube Atlético Mineiro. É chamado de locutor oficial do Clube Atlético Mineiro. Willy Gonser vai completar 30 anos de Rádio Itatiaia em 2009.

PASSAGENS CURIOSAS
Willy Fritz Gonser (foto à esquerda e texto de histórias publicados no face do amigo Edemar Annuseck) também é conhecido como “Alemão? e “Fritz? pelos amigos. Quando se transferiu da Rádio Gaúcha para a Rádio Nacional do Rio, Willy teve um problema muito sério na viagem de Porto Alegre ao Rio. Ao volante do possante Volkswagen CL notou uma luz piscando no painel do carro. Parando num posto na rodovia foi informado que precisava trocar o óleo do motor. Descobriu então que embora seu carro já tenha 60 mil km rodados, nunca havia sido feita a troca de óleo. Com a maior cara de pau saíu-se com esta: “Ué, mas eu não sabia que este carro tinha óleo?.

Willy teve uma passagem na Rádio Paiquerê de Londrina, na época em que a região era a maior produtora de café do Brasil. O futebol da região também estava em alta. Grandes jogadores de outros países da América do Sul chegaram a ser contratados. O Torneio reuniu Londrina, Guarany de Cambé, Comercial de Cornélio Procópio, Nacional de Rolândia, Mandaguari, Arapongas e Maringá. O torneio foi o precursor do Campeonato Norte-Paranaense. Na decisão em campo neutro (Mandaguari) havia somente uma linha de transmissão para as rádios. A emissora local acabou levando a melhor e transmitindo o jogo. A Rádio Paiquerê resolveu “dublar? a transmissão da rádio de Mandaguari.

Sintonizada a emissora no alto do prédio da Paiquerê em Londrina, Willy Gonser narrou a partida. No segundo tempo o sinal da emissora de Mandaguari começou a apresentar problemas e ficou na base do entra e sai. O Londrina vencia o jogo por um a zero até que num determinado momento ocorreu uma penalidade máxima contra o Tubarão. Com dificuldades na escuta Willy foi “enchendo linguiça?. De repente surge um barulho de torcida. Willy Gonser não teve dúvidas; narrou a cobrança da penalidade máxima gritando o gol para o Nacional de Rolândia. Em seguida não se ouviu mais a Rádio de Mandaguari. Olhando para o relógio (o jogo já deveria estar encerrado), Willy Gonser resolveu terminar a transmissão confirmando o placar de um a um que dava o título ao Nacional de Rolândia.

À noite a torcida do Londrina retornou de Mandaguari muita festa e os jogadores em carros abertos. O pênalti havia sido desperdiçado e o jogo terminou com a vitória do Londrina por um a zero, conquistando o título. Na segunda-feira a Folha de Londrina estampou manchete na primeira página: “Londrina campeão, apesar do um a um da Paquere?. Willy e os demais integrantes da equipe esportiva da Paquere sumiram de Londrina por algum tempo.

RECONHECIMENTO
Willy Fritz Gonser vai ter seu nome inserido no Guinness World Records, antigo Guinness Book o livro dos recordes. Ele é o narrador esportivo em atividade que mais campeonatos mundiais transmitiu. Que venha logo esse registro em homenagem ao maior narrador de futebol do Paraná e um dos maiores da história do rádio esportivo brasileiro de todos os tempos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *